Música irlandesa: o Bono, a Enya e o Rouge

Música na Irlanda é papo sério. Não é a toa que o símbolo oficial do país é um instrumento musical: a harpa (sim, aquela na logo da cerveja Guinness). Diferente da Austrália e do Canadá, que são famosos pela mistura de culturas diferentes, a Irlanda tem uma tradição muito forte e a música é o maior expoente disso, principalmente quando vemos a importância que os caras dão à música tradicional do país. Por isso hoje o papo vai ser sobre a música irlandesa, os muitos gêneros que reproduzem uma cultura. Eu acho inclusive, que algumas dessas canções são bem familiares pra você. Confere com a gente!

enya

Como eu mencionei anteriormente, a Irlanda mantém muitas das suas tradições em relação à música. Lá, o ritmo mais forte é o folk irlandês, influenciado pela cultura celta. E ele está em todo lugar! Isso porque muitos músicos e bandas da Irlanda costumam misturar o folk irlandês com outros ritmos, como o pop e o rock. A mistura deu muito certo e ganhou fama internacional. Como um país extremamente musical, é claro que a Irlanda exportou muitos artistas que marcaram e marcam presença nas playlists de muita gente, inclusive na nossa. Por isso você confere agora a coleção Millennium d’O Bagageiro, edição Irlanda.

comeon

Vem com a gente!

The Cranberries

thecranberries

A banda formada pelos irmãos Mike e Noel Hogan, o baterista Fergal Lawler e a vocalista Dolores O’Riordan foi trilha marcante nos anos 1990. A banda lançou hits da década como Dreams, que entrou para a trilha do filme Missão Impossível (1996). Mas seu primeiro sucesso continua sendo a faixa mais marcante da banda até hoje: Linger. Segundo Dolores (que compôs o single) a música é sobre seu primeiro beijo (nhóóó). Linger também se tornou trilha sonora do filme Click (2006) e da novela brasileira A Viagem (1994), que tinha como uma das protagonistas a diva do rock, Christiane Torloni.

Cristiane-torloni-ROCK-BB

Momento convergência de países: O single Ode to my family, também da banda é trilha do quadro Badump Badump, do programa coreano de comédia Gag Concert (uma espécie de Zorra Total da Coreia do Sul, só que um pouco mais engraçado).

The Corrs

thecorrs

The Corrs é talvez o grupo mais famoso internacionalmente quando se fala de mistura de fato do folk irlandês com pop rock. É formado pelos quatro irmãos da família Corrs: Sharon, Caroline, Andrea que parecem todas a mesma pessoa e Jim. Os mocinhos estouraram em 1994 após tocarem na abertura da Copa do Mundo de Futebol daquele ano, em Boston. Em 1996 eles passaram a abrir os shows da tour de Celine Dion. A carreira inclui sucessos como Breathless e All the Love in the world (trilha de Os queridinhos da América, filme de 2001), mas seu maior hit continua sendo o primeiro, e vocês sabem de qual eu estou falando, certo? ~Porque eu me apaixonei e só o amoooooooERROR. Ok, a versão tá errada mas é a mesma música. Runaway fez tanto sucesso que ganhou cover em terrinhas brasileiras, cantada pelo grupo com a lua em seus olhos, roupa de água marinha Rouge (já tá tocando Ragatanga na cabeça de vocês que eu sei).

rouge-ragatanga

Westlife

westlife

Ah, os anos 90…

Antes, muito antes de sonhar com One Direction, o produtor e juiz pop do The X Factor, Simon Cowell, produziu outra boyband na terra dos sábios e dos santos. O Westlife era originalmente formado por cinco membros (Nicky Byrne, Kian Egan, Mark Feehily, Shane Filan, e ainda Brian McFadden até 2004). Eles ficaram na quinta posição ente os artistas com o maior número de álbuns vendidos na Irlanda e, em 2010, foram eleitos o segundo artista irlandês mais conhecidos internacionalmente. Dentre as músicas do grupo, a de maior sucesso internacionalmente foi Swear it again.

westlife1

Celtic Woman

Celtic+Woman+CelticWoman

Voltando às raízes, o Celtic Woman é um dos grupos que toca folk irlandês “de raiz”. As moças foram reunidas em 2004 pelos produtores Sharon Browne e David Downes (que produziu o Riverdance, um espetáculo de sapateado tradicional irlandês muito famoso por lá). O estilo de apresentação da Celtic Woman é bem padrão de muitos grupos de folk irlandês no país. São espetáculos quase teatrais, com cenários  bem produzidos e uma orquestra ao fundo, muitos bailarinos, uma coisa bem André Rieu. E, além dos instrumentos tradicionais da música, que são muito legais, o coro formado pelas integrantes é um arraso.

Kila

O Kila é um grupo que mistura música tradicional irlandesa e rock, e gera uns sons muito loucos muito legais. Tão legais que os caras já são reconhecidos internacionalmente pela criatividade e inovação da sua música. Eles colaboraram para a trilha sonora da animação (indicada ao Oscar) The Secret of Kells, e ainda participaram da trilha do documentário (ganhador do Oscar) Fight or Flight (2007). Os caras tocaram ainda na recepção do Dalai Lama à Irlanda em 2010. Respeitei. Ah, e eles cantam muitas músicas em irlandês, porque se é pra ser tradicional, vamos ser.

Sinead O’Connor

sinead_nothing_compares

Ultimamente ela é mais conhecida por ser a imagem de um movimento de #ChegaMileyCyrus, mas Sinead O’Connor já foi uma cantora irlandesa muito polêmica de outras formas. Dentre as faixas mais famosas, o cover de Nothing Compares 2 You, do Prince, virou o single mais emblemático da moça (o clipe da música, por sinal, foi a inspiração de Miley para a parte mais normal de Wrecking Ball), mas suas canções originais também ganharam reconhecimento, como (You made me) The Thief of your heart, que entrou para a trilha do filme Em nome do pai (1993). Apesar das baladinhas românticas, Sinead protesta de forma hardcore. Se tornou padre e rasgou a foto do Papa João Paulo II em uma apresentação do Saturday Night Live, em 1992, como forma  de protestar pelo abuso de crianças por padres da igreja Católica.

sinead_snl

shocked

Enya

enya_prize

“Esse é pras inimiga…”

Enya é a Beyoncé grande diva da Irlanda. As músicas da cantora que misturam folk irlandês, música clássica e os mais diversos usos do sintetizador arrebataram fãs no mundo inteiro. Não é a toa que ela coleciona títulos tanto como interprete quanto como compositora. Enya é a cantora solo irlandesa com mais alto número de vendas e está entre os valores mais altos internacionalmente. Ganhou quatro Grammy (em 1993, 1997, 2002 e 2007) de Melhor Álbum de New Age. Dentre as canções mais conhecidas está o primeiro hit, Orinoco Flow, que entrou para a trilha do filme Os homens que não amavam as mulheres (2009).

Mais um motivo para amar a Enya: Ela é uma cantora completa que interpreta músicas em várias línguas diferentes, inclusive em Sindarin.

U2

u2magnificent

Falou em Irlanda, todo mundo já sabe. U2 surgiu como uma banda teen (literalmente, porque eles ainda eram adolescentes estudantes de ensino médio) em 1976. A banda sempre teve um histórico de música alternativa, mas reinventou sua imagem ao reforçar o sucesso com músicas mais voltadas para a crítica social. O U2 hoje figura no Rock and Roll Hall of Fame and Museum, contabiliza 22 Grammy ganhos, e foi listado pela revista Rolling Stones em 22ª posição, dentre os 100 melhores artistas de todos os tempos. Adicione a isso o fato de que a tour U2 360º é a mais lucrativa da história. Além disso, a banda é ainda reconhecida por seu envolvimento em projetos sociais e de defesa aos direitos humanos, como o envolvimento em campanhas da Anistia Internacional. E a gente continua aguardando por mais títulos, porque eles com certeza virão.

Ok, te dei bastante material a ser curtido durante a semana até o próximo Pra Ouvir, certo? Então vai aguardando, e até lá não esquece de conferir os outros posts e pode compartilhar aqui nos comentários as tuas experiências/indicações/decepções/sugestões de música da Irlanda.

Bye-Bye

Anúncios

2 pensamentos sobre “Música irlandesa: o Bono, a Enya e o Rouge

  1. Pingback: A arte de se vestir pra colorir a vida | O Bagageiro

  2. Pingback: Kodaline: os novinhos pops da Irlanda | O Bagageiro

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s