História retratada no cinema

O ano tá acabando, meu caro, mas nós d’O Bagageiro não deixamos de trabalhar, não. Prova disso é que ontem começou mais uma jornada que irá desvendar os mistérios de um novo país. Dessa vez, o nosso escolhido foi a mama África do Sul e, hoje, pra ver, eu te trago duas produções cinematográficas que têm seus enredos situados no nosso país da vez, e podem te ajudar bastante a compreender um pouco da história desse país africano. Podemos começar?

giphy Continuar lendo

Anúncios

Porque drama nunca é demais…

안녕하세요! (Annyeong haseyo!) *—*~Quem quiser aprender outras palavrinhas em coreanos, vale a pena seguir a primeira dica da Mari .~ Finalmente chegou a semana da Coréia do Sul n’O Bagageiro (Bag para os íntimos, ê)!  Vocês sabem o quanto eu esperei pra falar/escrever “Oi” em coreano pra alguém? Tô simplesmente ensandecida com essas duas semanas da Coréia linda do Sul por aqui.Super Junior no Saturday Night Live

Mas chega de blábláblá e vamos falar de coisa boa? Na grande estreia das coisas Pra Ver na Coréia do Sul, trouxemos duas dicas de filmes pra agradar os diferentes gostos dos mochileiros. Continuar lendo

James Cameron: o rei dos blockbusters

Mais uma vez eu vou te contar o que tem de legal Pra Ver lá pelo Canadá. Como já foi dito aqui no blog, este paísão tem uma galerinha do barulho por lá, com rostos mundialmente famosos como atores, cantores e outros artistas.

(Fun fact: falando em famosos, vocês sabiam que o ÚNICO canadense que não é educado é o Wolverine? Sim, o diabo é canadense mesmo! O codinome dele vem do wolverine, animal conhecido no Brasil como carcaju, um mamífero típico do Canadá que é pequeno mas muuuuito feroz, além de ter garras afiadíssimas. Enfim, eu sabia disso há um tempão e não podia perder essa chance de compartilhar com vocês. Voltamos à nossa programação normal).

giphy (4)

wtf?!

Continuar lendo

Scott Pilgrim: pra ler, pra ver, pra ouvir e pra curtir

Uma história sobre um mocinho que é apaixonado por uma mocinha e combate vilões para ficar com ela. Mais uma publicação qualquer nas prateleiras, certo? Não mesmo! Scott Pilgrim derruba todas as suas expectativas em uma única página. Para justificar o quanto é legal eu poderia apenas dizer que é uma série de graphic novels o que já é motivo suficiente,vamos combinar, mas aí vem o enredo como um belo “Finish him!”. Scott  é um cara de 23 anos preguiçoso e (diz que) baixista da banda independente Sex Bob-Omb. Tinha uma vida bem comum, morando com seu colega de quarto gay, Wallace, aguentando a irmã mais nova e a namorada (estudante de ensino médio) Knives, e ensaiando com sua banda. Até a chegada da americana Ramona Flowers, por quem Scott se apaixona perdidamente. Tudo ok, não fossem os sete ex-namorados do mal da moça que estão dispostos a destruir essa relação. Tudo isso tendo como cenário…(adivinha?!) a cidade de Toronto, no Canadá. Que os jogos comecem (não, não esses jogos que você está pensando)!

scott1

Continuar lendo

Festival de Toronto: vitrine do cinema mundial

Alguns dos maiores festivais de cinema do mundo acontecem na Europa, como o Festival de Berlim (com o seu Urso de Ouro), o Festival de Veneza e o chic Festival de Cannes. Porém, na América, além da Entrega dos Prêmios da Academia (mais conhecido como o tão desejado Oscar), um pouco mais acima na América do Norte acontece um festival de cinema que vem ganhando cada vez mais importância: o Festival Internacional de Cinema de Toronto.

Tiff: curti essa sigla

Tiff: curti essa sigla

Continuar lendo

Sessão pipoca na Austrália

Provavelmente, você já deve ter assistido o romance “Austrália” com os belíssimos atores australianos Hugh Wolverine Jackman e Nicole Kidman ou a comédia “Crocodilo Dundee”, que são aqueles filmes clássicos quando pensamos na país dos cangurus. Mas, e aí? Como é essa Austrália que você imagina?

Hoje, o Bagageiro veio trazer uma dica pra sua próxima sessão pipoca. O filme “Rabit-Proof fence” (no Brasil: Geração Roubada) foi baseado no livro de Doris Pilkington Garimara e conta a história de Molly, uma menina de 14 anos, que é mestiça (o pai é branco e trabalhador na obra da cerca para conter os coelhos, e a mãe é aborígene).

rabbit_proof_fence

Continuar lendo

Pra ver: Qual a melhor parte de viajar?

Uma viagem de mil milhas começa com um único passo.”

Já dizia o provérbio chinês. Mas, pra muita gente, a viagem rumo ao desconhecido já começa muito antes. Decidir o destino e escolher o que levar na mala são algumas das coisas mais preocupantes para alguns, mas é claro que tem quem curta esse aquecimento, assim como tem gente que gosta mais de admirar a paisagem pela janela do busão, cantar com amigos no carro durante o percurso ou simplesmente tirar a mochila das costas, se jogar na cama do hotel e dizer “Cheguei!”

Sejam quais forem as tuas preferências na hora de botar o pé na estrada, O Bagageiro quer te ajudar a curtir ao máximo cada momento da tua aventura, assim como compartilhar as experiências que nós sempre trazemos na mala.

Então, nós te perguntamos: Qual a melhor parte de viajar?