Um ano e meio em terras irlandesas

Estamos de volta com o último Pra Sentir sobre a Irlanda. Sim, meu povo, eu sei que é triste, mas não vamos ficar assim antes da hora porque ainda tem muita coisa pra conhecer. Semana passada, a linda da Anne te trouxe um pouco da passagem dela por Dublin. Porém, hoje, a gente vai mais fundo nessa cidade e em outras regiões do país, porque o Nelson Oliveira passou um ano e meio procurando leprechauns em terras irlandesas, vivendo as mais altas aventuras de um professor intercambista.

Então se aconchegue na cadeira que lá vem história boa, meu povo!

Eu não sei se é a ordem natural das coisas, mas desde pequeno eu sempre tive a necessidade de morar em outro país e, como professor de inglês, esta experiência é praticamente vital para o currículo de um bom profissional.

Só felicidade no primeiro dia em que se chega em terras irlandesas.

Só felicidade no primeiro dia em que se chega em terras irlandesas.

Continuar lendo

Sobre premiações, polêmicas e canadenses de coração ou nascimento

Depois de duas semanas batendo altos papos sobre o Canadá, já deu pra perceber que tem muitas coisas ainda a serem descobertas sobre o país. Na música, no cinema, e na literatura também, têm um monte de talentos que você conhece mas não sabia que eram filhos e filhas (mesmo que de coração) do gigante gentil. Como aqui n’O Bagageiro a gente não curte mal entendidos, trazemos mais uma lista de canadenses para serem amados, agora na literatura. Uma homenagem mais do que especial para o país que viveu um momento super honroso na área há apenas alguns meses. Já sabe o que foi? Não? Então, sigam-me os bons!

follow-me-gif Continuar lendo

James Cameron: o rei dos blockbusters

Mais uma vez eu vou te contar o que tem de legal Pra Ver lá pelo Canadá. Como já foi dito aqui no blog, este paísão tem uma galerinha do barulho por lá, com rostos mundialmente famosos como atores, cantores e outros artistas.

(Fun fact: falando em famosos, vocês sabiam que o ÚNICO canadense que não é educado é o Wolverine? Sim, o diabo é canadense mesmo! O codinome dele vem do wolverine, animal conhecido no Brasil como carcaju, um mamífero típico do Canadá que é pequeno mas muuuuito feroz, além de ter garras afiadíssimas. Enfim, eu sabia disso há um tempão e não podia perder essa chance de compartilhar com vocês. Voltamos à nossa programação normal).

giphy (4)

wtf?!

Continuar lendo

Por uma moda criativa do Canadá

No Pra Vestir da semana passada, a gente te mostrou que não é nada fácil se vestir bem no frio que o Canadá te oferece. Hoje a gente vai falar um pouco da moda arte, dos estilistas lá de cima do globo, que criam vestuários diferentes e que nos fazem refletir sobre eles.

Vamos te dar três dicas de stylists canadense super criativos: eles são Nicole Dextras, Ying Gao e Rad Hourani, cada um com uma forma de fazer arte.

Continuar lendo

Um pouco de arte e de humor canadense

A semana acabou de começar e O Bagageiro continua a te trazer um pouco mais da cultura do Canadá, o segundo destino do blog. Hoje, a minha missão é mostrar alguns dos muitos lugares bonitos que existem por lá e que com certeza vão fazer um bem danado pros teus olhos e ouvidos e mente e coração e corpo inteiro.

Michael concorda comigo.

Continuar lendo

Uma aventura por dia

Sempre que viajamos pela primeira vez pra qualquer lugar, ficamos em dúvida sobre quais passeios fazer pra aproveitar a cidade da melhor forma. Pensando nisso, hoje eu separei sete lugares aonde podes ir em uma possível estadia no Canadá.

Meu amor, arrume as malas que vamos viajar…

Pega um mapa, porque vamos passar por vários lugares

Pega um mapa, porque vamos passar por vários lugares.

Continuar lendo

Scott Pilgrim: pra ler, pra ver, pra ouvir e pra curtir

Uma história sobre um mocinho que é apaixonado por uma mocinha e combate vilões para ficar com ela. Mais uma publicação qualquer nas prateleiras, certo? Não mesmo! Scott Pilgrim derruba todas as suas expectativas em uma única página. Para justificar o quanto é legal eu poderia apenas dizer que é uma série de graphic novels o que já é motivo suficiente,vamos combinar, mas aí vem o enredo como um belo “Finish him!”. Scott  é um cara de 23 anos preguiçoso e (diz que) baixista da banda independente Sex Bob-Omb. Tinha uma vida bem comum, morando com seu colega de quarto gay, Wallace, aguentando a irmã mais nova e a namorada (estudante de ensino médio) Knives, e ensaiando com sua banda. Até a chegada da americana Ramona Flowers, por quem Scott se apaixona perdidamente. Tudo ok, não fossem os sete ex-namorados do mal da moça que estão dispostos a destruir essa relação. Tudo isso tendo como cenário…(adivinha?!) a cidade de Toronto, no Canadá. Que os jogos comecem (não, não esses jogos que você está pensando)!

scott1

Continuar lendo