Athol Fugard: prazer em conhecê-lo

Livros, peças, um filme, um Oscar, uma família de escritores, outras inúmeras premiações e muito, muito talento. O segundo e último Pra Ler da África do Sul vai dar uma passeada também pelo Pra Ver e eu, que já me considero uma humilde fã, te apresento o multiuso Athol Fugard e te mostro algumas dicas pra esse domingo e fim de ano preguiçosos. 

af3

Athol Fugard: o mil e uma utilidades

Continuar lendo

Pop que é pop, e experimentação que é experimentação

Alô alô, ouvintes d’O Bagageiro. Vocês já estavam com saudades dos nossos ritmos dançantes africanos? Bem, hoje o post tá especial e a gente preparou um programete musical que tá porreta. É só dar play pra ouvir (e se acabar nas danças negras).

Continuar lendo

A bela arte rudimentar de William Kentridge

Último Pra Ver da África do Sul. Sim, é triste, mas O Bagageiro vai finalizar essa editoria em grande estilo. Hoje tu vais conhecer um artista sul-africano que tem um trabalho muito legal envolvendo desenho e animação, mas de um jeito diferente. Então senhoras e senhores, eu vos apresento William Kentridge.

Continuar lendo

Moda e fotografia na região do Natal

Primeiramente, FELIZ NATAL! Espero que vocês tenham tido uma noite repleta de comidas gostosas e cheia de alegria.

tumblr_static_tumblr_ld6m9wkv9g1qei4vno1_5001

Como eu me sinto no Natal.

Bom, assim como no Brasil, na África do Sul, o pessoal também passa o Natal no calor. Neve é para os fracos, baby! E como fiquei curiosa pra saber sobre o Natal de lá, acabei descobrindo que eles fazem a ceia ao ar livre e, claro, que há muitos corais pela cidade. Legal, né? Aqui em Belém, não dá pra fazer isso porque é só chuva, então nem adianta tentar. Outra coisa legal é que tem uma região na África do Sul chamada Natal. Na verdade, hoje em dia se chama  Província de KwaZulu-Natalmas também já foi conhecida como República de Natália AI, MEU DEUS! Tive um local com o meu nome na África!, Colônia de Natal e Província de Natal. Deixando as curiosidades natalinas de lado, vamos falar do nosso Pra Vestir de hoje!

Continuar lendo

Nos palcos da África do Sul

Esquece o musical do Rei Leão e todo o seu Hakuna Matata. O Pra Começar de ontem falou sobre a miscigenação na África do Sul e é claro que o teatro não poderia mostrar o contrário. Mas a história mostra que não foi tão simples chegar nesse estágio. Hoje a gente conta um pouco das lutas do teatro africano e as conquistas dessa arte que foi meio de afirmação cultural no país. Então, por favor, celulares no silencioso, que as cortinas irão se abrir em 3… 2… 1…

show-of-century Continuar lendo

Diferentes modos de ser e crer

Quase sempre que pensamos em África, as primeiras imagens que vêm à nossa mente são de girafas, leões, elefantes e o nascer do sol com aquela música do Rei Leão, que quando eu era criança eu cantava NAAAA, TSAVENIA!!! (mentira, eu canto até hoje mesmo). A mídia, os documentários, a escola, e até mesmo a Disney reforçaram esses esteriótipos na nossa concepção do continente africano. Não que isso seja ruim, pois a África é sim isso tudo, possui uma natureza linda e encantadora, e seus habitantes têm muito orgulho das riquezas naturais com as quais foram presenteados.

Porém, como todo lugar, a África do Sul, é muito mais do que isso. E nesse Pra Começar, eu vou te mostrar algumas curiosidades mais ~educacionais~ sobre o país, tipo, coisas que tu não sabias que rolavam, eram ou aconteceram por lá. Um post pra começar bem a última semana do ano.

A África do Sul talvez seja o país onde foram feitas as fotos mais lindas da Nat Geo

A África do Sul talvez seja o país onde foram feitas as fotos mais lindas da Nat Geo

Continuar lendo

Nobres ganhadores do Nobel

E eis que eu finalmente vim falar de literatura pra vocês. Como o Caio já falou no começo da semana, o nosso país da vez tem 11 línguas oficiais, o que significa uma literatura rhyca e variada (e a gente se batendo com um único português nesse meu Brasil, inclusive TCC, mas vamos continuar falando de coisas boas, não é mesmo?).

Por hoje, te apresento os trabalhos e um pouquinho da história de Nadine Gordimer e J.M. Coetzee, os dois sul africanos ganhadores do Nobel de Literatura.

giphy (1)

Continuar lendo

Conexão África

E aí, tá aguentando a emoção de ter dois posts hoje? Então te segura aí, porque agora vamos conhecer o nosso país da vez diante da perspectiva de um convidado. Mas primeiramente queria dizer que tô muito feliz por finalmente termos desembarcado no continente africano, afinal, a Mama África não podia ficar de fora da nossa lista. E quando decidimos que o próximo país vinha da minha terra de origem hehe, me senti assim:

Só alegria! Enfim, no primeiro Pra Sentir em terras africanas, a colaboradora da vez é a jornalista Angélica Nunes. A nossa mochileira em meio à visitas ao namorado francês cof cof que estava morando na África do Sul, conheceu o país e ainda passou as festas de fim de ano por lá duas vezes. E é claro que ela voltou cheia de histórias pra contar e algumas dicas para os mochileiros que estão pensando em embarcar para este país.

Conta mais, Angélica!

Continuar lendo

A África do Sul além do Waka Waka

Mais que passar no vestibular, mais que fazer aniversário de namoro, muito mais que tirar uma nota excelente, o fim do semestre provoca as sensações mais paradoxais do mundo. Foi por isso que o Pra Ouvir não saiu ontem, porque todos nós d’O Bagageiro estávamos no fim do semestre, cheio de trabalhos e apresentações pra fazer. Mas não te esquenta, pequeno, porque agora que voltamos a sentir o gostinho de férias, vamos te mostrar as melhores dicas sonoras da África do Sul, e aqui vais encontrar muito mais do que Waka Waka!

A gente vai te dar duas dicas que vão te fazer pensar melhor sobre a música africana. Uma dessas dicas é a dupla de mixagem Goldfish, formado pelo Dominic Peters e pelo David Poole, da Cidade do Cabo.

goldfish

Continuar lendo

O real (e surreal) Bang Bang Club

Como as Amandas abalaram as estruturas desse blog nas últimas duas semanas, eu e o Renan resolvemos mostrar que a gente também trabalha em equipe. Por isso, hoje vamos falar sobre um time de fotojornalistas polêmicos que marcaram a história da fotografia de conflito no nosso país da semana, e acabaram conhecidos como o Bang Bang Club. Eu acho que já deu tempo de você verem o filme, né? Eu particularmente não considero spoiler quando a história é real, porque isso é notícia (u.u), mas de qualquer forma fica um aviso: SPOILER ALERT!

Spoilers Continuar lendo