Passageiros do Maranhão e de Minas Gerais com destino à Coreia

Sábado de sol, aluguei um caminhERROR. Não rolou de levar a galera pra comer feijão? Traz todo mundo pra cá que hoje O Bagageiro tá rico, tá fino, tá ~interestadual. Vais conhecer o André Luiz, o Eddie, colega sem fronteiras, 21 anos, mineirin lá de Janaúba e que passou um ano estudando em Pohang. O nosso segundo mochileiro vem do Maranhão e é o divo, o internacional, o Carlos Henrique – que tu certamente conheces como DJ Masa. O cara passou uma semaninha na Coreia, mas que tá assim de história pra contar pra gente. (e tu não acreditaste quando eu disse que estávamos finos, ricos e interestaduais, né!)

CH à esquerda, Eddie à direita.

CH à esquerda; Eddie à direita.

Continuar lendo

O pop que tá dominando o mundo

É a semana da Coréia do Sul. E hoje é dia de Pra Ouvir. Então simbora conhecer um pouco da cultura musical coreana que está dominando o mundo inteirinho: o KPOP! Apesar de não ser novidade pra algumas pessoas, seria quase um crime passar pela Coréia e não escrever sobre umas das coisas que eu mais gosto mais marcantes da cultura coreana e um dos principais setores da economia do país, inclusive incentivado pelo próprio governo (Marizinha já te falou um pouco disso aqui).

Então eu fiz uma playlist ma-ra-vi-lho-sa com algumas músicas de diversos artistas que eu gosto pra teres uma noção de como as coisas funcionam por lá. Se não fores familiarizado com k-pop ainda, eu te mostro algumas características durante a lista que quase sempre estão presentes na música pop de lá. Podemos começar?

Continuar lendo

Qual é a resposta certa, Lombardi?

“É Coreia do Sul, Silvio!”

ahae-o

Coreia, ôe!

super_junior_aplauso

Sim, chegou a hora que eu esperei ansiosamente, com todos os gifs pré-selecionados de falar da terra do PSY! Com vocês: 대한민국! ~todos aplaudem~. Então, apesar dos olhos puxados, a Coreia do Sul tem muitas diferenças em relação ao Japão e outros países asiáticos e a missão aqui n’O Bagageiro nessas duas semanas é mostrar essas diferenças (e algumas semelhanças também, por que não?). Então abra sua mente e suas asas, solte suas feras, e venha desembarcar sem preconceitos na Coreia (vale lembrar que a gente pode acabar se referindo só pelo primeiro nome aqui, porque, sabe como é, amizade e tals… mas não esqueçam que estamos falando da irmãzinha do Sul).

Continuar lendo