Um ano e meio em terras irlandesas

Estamos de volta com o último Pra Sentir sobre a Irlanda. Sim, meu povo, eu sei que é triste, mas não vamos ficar assim antes da hora porque ainda tem muita coisa pra conhecer. Semana passada, a linda da Anne te trouxe um pouco da passagem dela por Dublin. Porém, hoje, a gente vai mais fundo nessa cidade e em outras regiões do país, porque o Nelson Oliveira passou um ano e meio procurando leprechauns em terras irlandesas, vivendo as mais altas aventuras de um professor intercambista.

Então se aconchegue na cadeira que lá vem história boa, meu povo!

Eu não sei se é a ordem natural das coisas, mas desde pequeno eu sempre tive a necessidade de morar em outro país e, como professor de inglês, esta experiência é praticamente vital para o currículo de um bom profissional.

Só felicidade no primeiro dia em que se chega em terras irlandesas.

Só felicidade no primeiro dia em que se chega em terras irlandesas.

Continuar lendo

Anúncios

O fantástico mundo irlandês

E eis que chegamos à última, mas não menos importante, dobradinha das Amandas! Pra fechar com chave de ouro, vamos te mostrar o que tem Pra Ver, mas também pra conhecer nas ruas irlandesas durante duas datas que são bem famosas e tradicionais por lá. O Halloween, ou o Dia de Todos os Santos, e o Dia de São Patrício. Abóboras e figurino verde em mãos? Porque nós já estamos prontas!

1503620_559965037419045_789616630_n

Continuar lendo

Sobre pubs, fadas e leprechauns

Eu sei que acordas toda manhã já pensando na editoria do dia aqui nO Bagageiro e tudo o que vais poder conhecer do país da semana, não é mesmo? *cof cof* Então não vou te deixar na mão, até porque tem convidada especial na área. Sim, mochileiros, hoje é dia de Pra Sentir e nós abrimos espaço no blog pra ouvir as histórias e impressões da estudante de jornalismo Anne Beatriz Costa, que deu uma passadinha pela capital da República da Irlanda, Dublin, em agosto desse ano. Anne, minha querida, pode entrar que o blog é seu, sinta-se à vontade!

Não, essa não é a Anne. Isso, claramente, é um leprechaun, meu povo.

Não, essa não é a Anne. Isso, claramente, é um leprechaun, meu povo.

Continuar lendo