Kodaline: os novinhos pops da Irlanda

Hoje eu resolvi abrir meu coração, assim como o Caio fez no primeiro Pra Vestir, e dizer que escrever o Pra Ouvir das últimas duas semanas tem sido um pouco desafiador. Não só porque eu não me sinto dominadora o suficiente do tema música, mas porque (fora U2 e Enya) minha proximidade maior com a música (e a dança) irlandesa foi um vídeo motivacional de sapateado irlandês que a orientadora do meu antigo colégio passou quando eu estava no ensino médio.

Daí eu chorei, esperneei e fiz a dança das pautas para decidir o que falar pra vocês sobre música irlandesa, afinal (como eu disse no post anterior), a música é uma das principais expressões culturais da Irlanda, portanto a responsabilidade é grande. Fiquei em um eterno dilema até decidir o post de hoje, mas cheguei a uma conclusão, e hoje a gente vai falar sobre uma banda irlandesa que anda se popularizando em diversos países e que me hipnotizou pela última semana: a Kodaline.

kodaline201211291232705

Kodaline é uma banda irlandesa formada por quatro membros: os amigos de infância Steve Garrigan e Mark Prendergast, e mais dois integrantes que entraram depois, Vinny May e Jason Boland. A banda na verdade nasceu com o nome de 21 Demands, e tornou-se Kodaline em 2011. Quando questionados sobre o significado do nome, os integrantes afirmaram que não havia mensagem alguma nele, eles apenas queriam algo que fosse original, pertencesse somente a eles. Mas falta pesquisa, hein. Imagine qual não foi a surpresa deles ao descobrir o personagem do game World of Warcraft com o mesmíssimo nome.

surprise_gong_yoo

Surpresa!

O estilo musical da banda é uma mistura de rock indie, meio tendendo pros lados do Coldplay, com alguns elementos de folk em algumas músicas. Particularmente, quando eu ouvi All I want, single recente da banda, veio à mente a banda britânica Mumford & Sons. O fato é que o ritmo dos rapazes parece ter agradado: em 2007, seu single Give me a minute liderou a Irish Single Chart (parada de sucesso irlandesa), sendo a primeira música de produção independente a alcançar o feito. Além disso, All I want também entrou para trilha sonora da série Grey’s Anatomy e os moçoilos entram para a lista pop da BBC, a Sounds of 2013.

Kodaline é solidário: A banda participou no último mês de novembro da campanha internacional Movember, realizada pela organização irlandesa The Movember Foundation. A campanha pela conscientização sobre a saúde masculina, e sobretudo de combate ao câncer de prostata, consiste em times de homens que deixam o bigodão crescer por um mês, fazem atualizações com fotos do crescimento e arrecadam doações durante o processo. A grana arrecadada segue para centros de pesquisa na cura do câncer e é também reinvestida em outros eventos de arrecadação do Movember, como festas que podem ser realizadas por membros ao redor do planeta. Confere o antes e depois do Kodaline.

kodaline_movember1_antes_depois

O site oficial da banda oferece conteúdos bem interessantes. Além da agenda de shows e alguns videoclipes oficiais, o espaço chamado Album Scrapbook compila entradas para todas as músicas do último álbum do grupo, In a perfect world (2013), em que você pode acessar a letra da música num manuscrito feito pelo vocalista, Steve Garrigan, fotos exclusivas e ainda vídeos da banda comentando faixa por faixa do álbum. Uma overdose de Kodaline para os fãs.

Eles também ficaram bem famosinhos por seus videoclipes. Mais especificamente a série de dois vídeos produzidos para All I want ganhou muitos acessos e criou expectativa para as pessoas que curtem a banda e que tiveram que esperar ~apenas~ um ano e um mês para conferir a parte 2 da história. Mas como a gente é bonzinho, vamos te poupar dessa espera e você pode conferir as duas partes e se roer de fofura nessa história meio A Bela e a Fera, só que sem a parte da Síndrome de Estocolmo:

Kodaline é cultura pop: Imaginem meu choque/euforia quando vou assistir o clipe de High hopes (que por sinal é bem bonitinho) e dou de cara com o Sir Davos Seaworth de Game of Thrones (<3), o ator, também irlandes, Liam Cunningham.

sir davos

Os caras já estão organizando mais uma tour que deve alternar entre Europa, América do Norte e Oceania, com shows agendados até abril de 2014. Agora, eu tenho que compartilhar com vocês a minha surpresa ao descobrir a idade deles. Jason, o integrante mais velho, tem 25 anos, e Vinny, o mais novo, tem apenas 22!! Me fez parar pra pensar que eu tenho menos de 3 anos para fazer alguma coisa importante da minha vida.

Kodaline_Love_like_this

Acorda pra vida, menina!

Esse foi nosso último Pra Ouvir na Irlanda, pessoal. Deu pra perceber que esse é definitivamente um país muito produtivo em relação à música e que é bom prestar bastante atenção no que está acontecendo pela Ilha Esmeralda, porque ainda vem muita coisa boa de lá. Mas calma que a nossa viagem ainda não acabou, confere o que ainda vai rolar aqui nos próximos dias. Ah, e não esquece de comentar o que achou do Kodaline aqui no post.

tumblr_md2ouf9dWj1rctu6po1_500_large

Anúncios

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s