Leitura pra guardar na bagagem e no coração

Mas que tarefa difícil foi essa que eu escolhi, hein? Último texto d’O Bagageiro. Então mais do que a dica de hoje, tu poderás também acompanhar a aventura que é dizer adeus a um dos projetos mais legais que eu já tive oportunidade de participar. Mas continua lendo pra descobrir se eu consigo terminar esse texto sem chorar.

Além de ser o último texto (ai, meu deus, uma lágrima), o post de hoje é ainda mais especial porque eu finalmente fiquei com uma das editorias que eu mais gosto: hoje é dia de Pra Ler.

Continuar lendo

A bela arte rudimentar de William Kentridge

Último Pra Ver da África do Sul. Sim, é triste, mas O Bagageiro vai finalizar essa editoria em grande estilo. Hoje tu vais conhecer um artista sul-africano que tem um trabalho muito legal envolvendo desenho e animação, mas de um jeito diferente. Então senhoras e senhores, eu vos apresento William Kentridge.

Continuar lendo

História retratada no cinema

O ano tá acabando, meu caro, mas nós d’O Bagageiro não deixamos de trabalhar, não. Prova disso é que ontem começou mais uma jornada que irá desvendar os mistérios de um novo país. Dessa vez, o nosso escolhido foi a mama África do Sul e, hoje, pra ver, eu te trago duas produções cinematográficas que têm seus enredos situados no nosso país da vez, e podem te ajudar bastante a compreender um pouco da história desse país africano. Podemos começar?

giphy Continuar lendo

Um ano e meio em terras irlandesas

Estamos de volta com o último Pra Sentir sobre a Irlanda. Sim, meu povo, eu sei que é triste, mas não vamos ficar assim antes da hora porque ainda tem muita coisa pra conhecer. Semana passada, a linda da Anne te trouxe um pouco da passagem dela por Dublin. Porém, hoje, a gente vai mais fundo nessa cidade e em outras regiões do país, porque o Nelson Oliveira passou um ano e meio procurando leprechauns em terras irlandesas, vivendo as mais altas aventuras de um professor intercambista.

Então se aconchegue na cadeira que lá vem história boa, meu povo!

Eu não sei se é a ordem natural das coisas, mas desde pequeno eu sempre tive a necessidade de morar em outro país e, como professor de inglês, esta experiência é praticamente vital para o currículo de um bom profissional.

Só felicidade no primeiro dia em que se chega em terras irlandesas.

Só felicidade no primeiro dia em que se chega em terras irlandesas.

Continuar lendo

Sobre pubs, fadas e leprechauns

Eu sei que acordas toda manhã já pensando na editoria do dia aqui nO Bagageiro e tudo o que vais poder conhecer do país da semana, não é mesmo? *cof cof* Então não vou te deixar na mão, até porque tem convidada especial na área. Sim, mochileiros, hoje é dia de Pra Sentir e nós abrimos espaço no blog pra ouvir as histórias e impressões da estudante de jornalismo Anne Beatriz Costa, que deu uma passadinha pela capital da República da Irlanda, Dublin, em agosto desse ano. Anne, minha querida, pode entrar que o blog é seu, sinta-se à vontade!

Não, essa não é a Anne. Isso, claramente, é um leprechaun, meu povo.

Não, essa não é a Anne. Isso, claramente, é um leprechaun, meu povo.

Continuar lendo

O caminho até o sucesso

Lembras que semana passada eu te mostrei algumas das características mais marcantes do pop coreano e alguns dos artistas mais legais que têm por lá? (Se não lembras, ficarei um pouquinho chateado, mas podes te redimir lendo o texto aqui). Pois hoje, O Bagageiro te leva mais além. Apesar de todo o glamour e beleza dos k-idols (os ídolos pop coreanos), chegar a esse patamar não é tarefa das mais fáceis lá na Coreia do Sul. Hoje eu te conto um pouco da trajetória que muitos artistas coreanos trilham até alcançarem o sucesso no país.

tumblr_m6yq39zn1L1rza63so2_500

Continuar lendo

O pop que tá dominando o mundo

É a semana da Coréia do Sul. E hoje é dia de Pra Ouvir. Então simbora conhecer um pouco da cultura musical coreana que está dominando o mundo inteirinho: o KPOP! Apesar de não ser novidade pra algumas pessoas, seria quase um crime passar pela Coréia e não escrever sobre umas das coisas que eu mais gosto mais marcantes da cultura coreana e um dos principais setores da economia do país, inclusive incentivado pelo próprio governo (Marizinha já te falou um pouco disso aqui).

Então eu fiz uma playlist ma-ra-vi-lho-sa com algumas músicas de diversos artistas que eu gosto pra teres uma noção de como as coisas funcionam por lá. Se não fores familiarizado com k-pop ainda, eu te mostro algumas características durante a lista que quase sempre estão presentes na música pop de lá. Podemos começar?

Continuar lendo