História retratada no cinema

O ano tá acabando, meu caro, mas nós d’O Bagageiro não deixamos de trabalhar, não. Prova disso é que ontem começou mais uma jornada que irá desvendar os mistérios de um novo país. Dessa vez, o nosso escolhido foi a mama África do Sul e, hoje, pra ver, eu te trago duas produções cinematográficas que têm seus enredos situados no nosso país da vez, e podem te ajudar bastante a compreender um pouco da história desse país africano. Podemos começar?

giphy

O clube do bolinha (só que não)

Vida de fotógrafo não é nada fácil, ainda mais quando você resolve trabalhar com fotojornalismo. E pra te mostrar que às vezes amar o seu trabalho pode não ser algo tão seguro, vou te falar de um dos filmes mais legais sobre fotojornalismo que eu já assisti na minha vida inteirinha: The Bang Bang Club (ou Repórteres de Guerra, em português).

A história se passa entre os anos de 1990 e 1994, quando a África do Sul vivia a transição do apartheid, regime de segregação racial, para um governo democrático. E um grupo de quatro fotógrafos (o Bang Bang Club, é claro) trabalhava na cobertura dos conflitos que aconteciam durante esse período. Greg Marinovich, Kevin Carter, Ken Oosterbroek e João Silva (não, ele não brasileiro, é português) eram os integrantes do clubinho e suas fotografias, muitas vezes chocantes, estamparam as capas de jornais do mundo inteiro e foram premiadas em todos os cantos – inclusive dois deles ganharam o maior prêmio de fotografia do mundo, o Pulitzer.

Não sei se ainda precisa dizer, mas o filme, que foi escrito e dirigido pelo Steven Silver, é baseado em fatos reais e foi adaptado do livro The Bang-Bang Club: Snapshots from a Hidden War. Eu assisti numa aula de fotografia (acho que todo mundo aqui d’O Bagageiro também assistiu, rs) e eu super recomendo, seja pra conhecer um pouco desse período da história da África do Sul, ou seja pela história dos fotógrafos, que é muito interessante. Dá só uma olhada no trailer pra teres uma noção do que te espera:

A história de um líder

O segundo filme não precisa mais do que o nome do protagonista da história pra explicar a minha escolha como pauta: Nelson Mandela. O Caio te falou um pouco sobre ele ontem aqui no blog e hoje eu te trago mais informação visual sobre um dos maiores líderes políticos do mundo. É o filme Mandela: Long Walk to Freedom (em português, Mandela: Um Longo Caminho Pra Liberdade e um alívio pros amantes do cinema que, assim como eu, se irritam bastante com os títulos que os filmes estrangeiros ganham aqui no Brasil), que conta a história da sua vida, desde a infância vivida num vilarejo rural da África do Sul, a luta contra o apartheid, os 27 anos na prisão, até ser o primeiro presidente eleito democraticamente no país africano.

O filme, dirigido por Justin Chadwick, é baseado no livro Long Walk to Freedom, escrito pelo próprio Mandela em 1994, e estreou nos cinemas mundiais no dia 29 de novembro, menos de uma semana antes da morte do líder africano.

Só pelo trailer já dá pra ter uma noção de que o filme parece ser realmente muito bom. Infelizmente ainda não vi, mas ele já está anotadinho na minha lista de filmes pra ver antes do ano terminar. Se tiveres alguma dica de outros filmes legais sobre a África do Sul, deixa aí nos comentários que eu prometo arranjar um tempo pra assistir eles também.

Anúncios

Um pensamento sobre “História retratada no cinema

  1. Pingback: O real (e surreal) Bang Bang Club | O Bagageiro

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s