Nova Scotia: pra ouvir, conhecer e se apaixonar

Semana passada te mostrei aqui as vozes mais conhecidas do Canadá, aquelas mais famosas, que vira e mexe estampam as revistas de fofoca mundão afora. Todavia, porém, entretanto, minha missão hoje é te apresentar três novas vozes canadenses, vindas lá da Nova Scotia, a mesma província que adotou o menino Uriel.

Music

Conheça Ben Caplan:

O barbudão aqui encabeça e dá nome à banda Ben Caplan & The Casual Smokers. Entre algumas idas e vindas, foi mais ou menos em 2009 que o grupo definiu seu repertório e formação atual e vem desde então chamando a atenção do público e da crítica, principalmente no Canadá. Sobram elogios a Signe Bone, responsável pelo violino na banda, mas é o próprio Ben quem mais chama atenção (começando pela barba).

BenCaplan_Web-62

O cantor e compositor é descrito como um Freddy Mercury barbudo e encorpado nos palcos, capaz de fazer o blues da alma dele vibrar no mesmo ritmo que as batidas do coração de sua platéia (obg Google tradutor). As músicas são tidas como diversificadas – de baladinhas poéticas à frenéticos hinos ciganos.

Pode parecer encheção de bola, mas MEU DEUS QUE VOZ É ESSA? Nos primeiros segundinhos de música tu já estás totalmente convencido de tudo isso aí em cima e fazendo fila em barraca na porta da próxima casa de show que ele vai se apresentar.

 

(A primeira música é em parceria com a Sasha Muise)

Conheça Mo Kenney:

A moçoila lançou seu álbum de estréia em setembro do ano passado e até outubro desse ano tava em tour pelo Canadá. Antes mesmo do lançamento do CD, já rolava um bafafá sobre a produção não só por causa desses olhinhos azuis mas por causa da voz da cantora, considerada única e que já atraia algumas parcerias de responsa.

Mo Kenney

Morgan, ou Mo para os íntimos, tem 22 anos, mas compões desde os 14. A bio no site da canadense diz que definir o som de Mo é pura bobagem, mas que, se isso fosse realmente necessário, poderíamos chamá-lo de “música pop com uma pegada folk”. 

 

Conheça Joel Plaskett:

Estava eu fazendo meu dever de casa minhas pesquisas e descubro que um dos principais responsáveis pelo estouro da Kenney no Canadá é o lindinho do Joel Plasket. Eu me deparei com essa música há pouco mais de um ano, e ela é desde então presença certa na minha playlist.

Plaskett, eu diria, é o moço mais experiente da lista de hoje. Ele já tá na estrada desde a década de 1990, tem oito álbuns gravados (um deles é triplo!), além de trabalhar com produção – eu não preciso nem dizer que foi ele que produziu o CD da Mo, né? Ele participou da turnê dela, e essa é a parte do ‘pra se apaixonar’ do post de hoje que eu já tinha falado desde lá de cima.

 

O último CD dele foi lançado com a The Emergency, banda de rock que o acompanha em turnê. Eles fizeram um negócio bem legal e criativo, pedindo que fãs produzissem e enviassem videoclipes para algumas das músicas. Quem tivesse o maior número de acessos e curtidas ganhava nada mais, nada menos que um showzinho particular do Joel para outros 25 convidados. Aqui ele divulga o vencedor e elege um ‘Top 5’. Os cinco melhores ganharam a discografia completa autografada, mas todos os outros concorrentes ganharam o Scrappy Happiness, também autografado, só por terem participado, olha que lindinho).

O que eu achei mais engraçadinho e criativo foi esse aqui, ó:

E aí? Agora que já conheceste e já ouviste, quantas curtidas essas três gracinhas canadenses merecem? Deixa teu comentário aqui embaixo ou conta pra gente pelo Twitter ou pelo Facebook, e até a próxima!

Anúncios

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s