Por uma moda criativa do Canadá

No Pra Vestir da semana passada, a gente te mostrou que não é nada fácil se vestir bem no frio que o Canadá te oferece. Hoje a gente vai falar um pouco da moda arte, dos estilistas lá de cima do globo, que criam vestuários diferentes e que nos fazem refletir sobre eles.

Vamos te dar três dicas de stylists canadense super criativos: eles são Nicole Dextras, Ying Gao e Rad Hourani, cada um com uma forma de fazer arte.

Flores e Folhas

Nicole Dextras resolveu esquecer a linha, o linho e o algodão. É uma estilista que segue as estações do ano, produzindo tipografia em gelo (?) no inverno e moda a partir de flores e folhas no verão. Daí você pensa: mas como ela consegue fazer as roupas durarem? Eu te respondo: elas não duram muito não. O mundo da moda depende muito da fotografia em certos aspectos, seja para se promover, vender peças, etc. Nicole realmente admite que a foto é 50% do seu trabalho, pois ela participa como o registro dele, e logo após que a roupa é “tecida” ela se desfaz pelo tempo e pelo clima.

Bem, quando eu me deparei pela primeira vez com o trabalho dela, eu pensei duas vezes antes de mostrar pra vocês. Mas é muito legal perceber a combinação de cores e tipos de flores, e pode ser até uma inspiração pra vocês, na hora de fazer uma combinação mais romântica, escolher uma estampa ou até de criar pra moda, desenhar.

Além do site, a Nicole também tem um perfil no See Me, onde tu podes ver melhor o portfólio dela e a ajudar em seu trabalho.

Encontrei esse vídeo onde a Nicole conta uma pouco sobre o trabalho dela, como ela “costura” e expõe as roupas. Infelizmente o vídeo foi feito em língua inglesa e sem legendas (fuén) mas dá pra ter uma noção bem legal, vale a pena assistir.

[youtube http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=U57ibxbsoQA]

Roupas pra sentir a pós-modernidade

Ying Gao é um designer de moda de Montreal que teoriza bastante sobre a vestimenta. Seus projetos (ou instalações) são roupas ultra tecnológicas que “conversam” com as pessoas, em que ocorre uma troca de sentimentos, combinando design urbano, arquitetura e multimídia. A roupa se movimenta, a partir dos movimentos da pessoa, respondendo ao seu impulso, provocado pela tecnologia sensorial que ele utiliza. Ying se inspira nas teorias pós-modernas, discutindo as transformações do ambiente e da sociedade.

Nesse primeiro vídeo, tu podes ver uma das formas de se “ativar” a roupa.

Criatividade em P&B

Agora me diz se a maior das artes não é a criatividade? O nosso último estilista, o Rad Hourani, é um cara que cria tudo em preto e branco, uma coisa fina e linda, e peças unissex. Na coleção dele intitulada #6, ele usa apenas seis peças de roupa para formar 22 looks lindos diferentes: três jaquetas, um top, uma calça de couro e uma bolsa. Mudando mangas, golas, trocando de trás pra frente, a imaginação de Rad cria looks incríveis e pra ambos os sexos. É claro que eu adorei essa coleção, porque mostra que tu podes criar com pouco, e que nunca uma roupa tá velha o bastante. Ainda dá pra transformar um vestido em blusa e/ou saia, uma calça em bermuda, uma camiseta em regata, etc e etc.

Se você não conseguiu identificar os look, fica calmo que a gente te mostra alguns. Se quiser ver mais, têm todos eles aqui.

Pra finalizar, se tu gostaste do cara e quer ver mais um pouco do trabalho dele, olha esse desfile da Unissex Haute Couture Collection #11 (gente, fiquei apaixonado pela edição dos vídeos).

Até o próximo destino, pessoal!

Anúncios

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s