Uma aventura por dia

Sempre que viajamos pela primeira vez pra qualquer lugar, ficamos em dúvida sobre quais passeios fazer pra aproveitar a cidade da melhor forma. Pensando nisso, hoje eu separei sete lugares aonde podes ir em uma possível estadia no Canadá.

Meu amor, arrume as malas que vamos viajar…

Pega um mapa, porque vamos passar por vários lugares

Pega um mapa, porque vamos passar por vários lugares.

Dia 1

Assim que chegares pode ir visitar as Cataratas do Niágara, afinal é um dos maiores pontos turísticos do país, então é sempre bom começar pelo basicão. Localizada na fronteira entre a província de Ontário e o estado norte americano de Nova Iorque, as Cataratas do Niágara são um agrupamento de grandes cataratas composto por três grupos distintos de cataratas: as canadenses, as americanas e as Bridal Veil (Véu da Noiva). Por serem muito largas, elas proporcionam a mais volumosa queda d’ água localizada na América do Norte. Além de sua beleza, essas cataratas são uma fonte valiosa de energia hidrelétrica e um desafiante projeto de preservação ambiental.

Apesar de ser proibido por lei, muitas pessoas tentam descer as cataratas em equipamentos como barris. Alguns levam sorte, como foi o caso do mágico estadunidense David Copperfield, embora muitos digam que ele não fez a descida de fato e que tudo não passou de um truque de mágica. Além de Copperfield, outro carinha sempre se dá bem descendo as Cataratas do Niágara, e esse vocês bem sabem quem é:

Dia 2

Um pouco de atividade física não faz mal a ninguém, né? Então que tal dar um pulo na Whistler Blackcomb?

Whistler Blackcomb

Whistler Blackcomb

Essa estação de esqui engloba uma vila com diversos hotéis, restaurantes, bares e residências. Localizada em Whistler, na Colúmbia Britânica, Whistler Blackcomb é a maior área de esqui na América do Norte (possui uma área esquiável de 33 km²). E mesmo que viajes pro Canadá durante o verão, de junho à agosto, vais conseguir esquiar. É só desembarcar no aeroporto de Vancouver, que fica à uns 126 km de Whistler, que chegas rapidinho. Depois de algum tempo de prática, quem sabe tu te saias tão bem que vais tirar onda de atleta, só pra galera lembrar dos tempos em que a Whistler Blackcomb sediou parte das Olimpíadas de Inverno de 2010.

Dia 3

Como eu já havia dito aqui, os canadenses são extremamente apaixonados por hóquei. Se tu fores lá e não assistir à um jogo, o passeio não vai ser completo. A minha dica é que vás ao Centre Bell, casa do Montreal Canadiens. Inaugurada em 1996, a arena tem capacidade para mais de 21 mil pessoas e vive lotada, é claro, pois os donos da casa são um dos times mais populares da NHL (Liga Nacional de Hóquei).  

Bell Centre, Montreal.

Centre Bell, Montreal.

Dia 4

As luzes do norte, conhecidas como aurora boreal, são um espetáculo a parte em meio ao que a natureza pode te proporcionar em território canadense. Após um dia cansativo, podes acampar e ter a vista privilegiada observando cortinas de luz embelezando cenários naturais. E podes fazer isso se fores pro Lago Prelude, localizado em Yellowknife em Northwest Territories.

Um pouquinho do que é o espetáculo das Luzes do Norte

Um pouquinho do que é o espetáculo das Luzes do Norte

Dia 5

Comer, comer!

A mistura dos alimentos franceses, ingleses, chineses, nativos, judeus, entre outros tantos colonizadores, transformou e enriqueceu a gastronomia canadense e a fez se tornar única. Entre os pratos típicos encontramos o Poutine é um prato de origem francesa que mistura basicamente batata, queijo e molho. E também a Butter tart que é considerada a quintessência da cozinha canadense. O prato é feito com manteiga, ovos, açúcar, xarope e uma massa folheada. Em geral, a receita varia de família para família ou de região.

E como bom brasileiro, é claro que tens que provar as cervejas canadenses, ora essa! Bem, por lá as coisas são mais complicadas quando o assunto é breja. Primeiro que existem regrinhas para comprar, porque independente da tua idade tens que apresentar um documento com foto para adquirir o líquido sagrado, e se tiveres menos de 19 anos precisas apresentar DOIS documentos. Mas depois de tomar as precauções devidas, caso estejas passando por Toronto e tiveres a fim de beber boa cerveja, podes dar um pulo no Mill Street Brewpub. Um lugar que resgata a herança cervejeira canadense com as bebidas mais “contemporâneas”.

Coors Light, Molson Canadian, Labatt Blue e Dieu du Ciel Péché Mortel, quatro das cervejas mais consumidas no Canadá.

Coors Light, Molson Canadian, Labatt Blue e Dieu du Ciel Péché Mortel, quatro das cervejas mais consumidas no Canadá.

Dia 6

Um pouco de música é sempre bom, não é? Então, ir ao Maison Symphonique de Montreal é uma ótima pedida para agregar valor à tua passagem pelo Canadá. Este espaço é um complexo de salas de concerto na Place des Arts, no centro de Montreal . É aqui que na maioria das vezes a Orquestra Sinfônica de Montreal se apresenta. Inaugurada há pouco mais de dois anos, o local comporta 1.900 espectadores, 200 cantores e 120 músicos.

Dia 7

E se esse for o teu último dia em terras canadenses, podes aproveitar pra relaxar indo ao Parque Nacional de Banff. Localizado em Alberta, Banff é o primeiro parque nacional do Canadá, criado em 1885, e o segundo da América do Norte, atrás apenas de Yellowstone, nos EUA. O mais legal é que ao mesmo tempo que vais encontrar hotéis, restaurantes, pousadas, lojas, museus e muito mais, em Banff vais poder presenciar uma natureza exuberante, e se admirar como que espécies tão diferentes como alce, o urso, o puma, o caribou, o cabrito montanhês, vários tipos de aves, pequenos roedores conseguem conviver em total harmonia. Tudo isso, graças às rígidas leis municipais que viram a preservação da natureza.

Ah, nem pense em ir embora antes de passar na Banff Upper Hot Springs, uma piscina de águas termais naturais com vista para o Monte Rundle, o cartão postal de Banff. Assim, só pra relaxar depois de um passeio pelas montanhas. E tanta coisa boa assim não podia deixar de ser reconhecida, não é? Por isso mesmo, Banff é considerado pela Unesco patrimônio cultural da humanidade.

Águas termais do Banff Upper, no Monte Rundle.

Águas termais do Banff Upper, no Monte Rundle.

Agora é só escolher o seu destino e ir ao Canadá!

Anúncios

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s