Festival de Toronto: vitrine do cinema mundial

Alguns dos maiores festivais de cinema do mundo acontecem na Europa, como o Festival de Berlim (com o seu Urso de Ouro), o Festival de Veneza e o chic Festival de Cannes. Porém, na América, além da Entrega dos Prêmios da Academia (mais conhecido como o tão desejado Oscar), um pouco mais acima na América do Norte acontece um festival de cinema que vem ganhando cada vez mais importância: o Festival Internacional de Cinema de Toronto.

Tiff: curti essa sigla

Tiff: curti essa sigla

Toronto International Film Festival (Tiff), também conhecido simplesmente como Festival de Toronto, acontece anualmente lá no Canadá desde 1976 e já se tornou um dos mais conceituados festivais de cinema do mundo. Por ser o último grande festival do ano, ele é considerado uma importante prévia para o Oscar, pois durante as duas semanas do evento acontecem exibições de filmes que ainda serão lançados e que podem concorrer pela estatueta daquele careca dourado no ano seguinte.

Este ano, o Tiff chegou a sua 38ª edição e rolou entre 5 e 15 de setembro. O filme que teve o maior buzz por lá com certeza foi Gravidade, de Alfonso Cuáron. O filme já tinha sido exibido no Festival de Veneza, mas fez sua estreia mundial no Festival de Toronto, e foi lá que ele foi consagrado como o favorito pro Oscar 2014. Vamos aguardar, pois ele tem chances estratosféricas de levar vários prêmios pra casa.

Mesmo com todo o merecido bafafá em cima de Gravidade, o filme que levou o grande prêmio do TIFF foi 12 Years a Slave, de Steve McQueen, que narra a história real de um homem negro livre que foi sequestrado e vendido como escravo no sul dos EUA, poucos anos antes da abolição da escravatura, vivendo (como o título diz) 12 anos como um escravo. O filme conta com um elenco de ponta, com nomes como Brad Pitt, Michael “Magneto” Fassbender e Benedict “Sherlock” Cumberbatch. Se o prêmio do TIFF não te convenceu que o filme é indispensável, o trailer pode ajudar:

Fassbender tá destruindo nesse filme e é cotado pro Oscar de Melhor Coadjuvante

Fassbender tá destruindo nesse filme e é muito bem cotado pro Oscar de Melhor Ator Coadjuvante

Cumberbatch é o Sherlock Holmes, então é óbvio que ele arrebenta

Cumberbatch é o Sherlock Holmes, então é óbvio que ele arrebenta

Tem Brasil?

Luiza não foi a única brasileira que fez fama no Canadá, não. Algo muito legal no cenário do cinema canadense é a diversidade e as oportunidades que eles dão para os estrangeiros. Lá também acontece o Brazilian Film & Television Festival of Toronto (BRAFFTv), o Festival de Cinema Brasileiro em Toronto. Este ano aconteceu a 7º edição do evento, e o grande vencedor do troféu Golden Maple de melhor filme foi o longa “A Oeste do fim do Mundo”, do diretor gaúcho Paulo Nascimento. A principal intenção do BRAFFTv é dar visibilidade pro cinema nacional no exterior e dar oportunidade pros produtores daqui divulgarem seus trabalhos e firmar parcerias.

O Canadá é um inestimável centro cultural do nosso continente, e cultura é o que a gente quer pra encher O Bagageiro. 😉

Conhece mais algum evento de cinema lá do Canadá? Então comenta aí embaixo e até semana que vem com mais um post Pra Ver. See ya.

tumblr_m55qpoqgfG1rxevt4o1_400

Anúncios

Um pensamento sobre “Festival de Toronto: vitrine do cinema mundial

  1. Pingback: Athol Fugard: prazer em conhecê-lo | O Bagageiro

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s