Sou praieiro, ~tô n’O Bagageiro

Belém. 38 graus. Feriado. Prolongado.

A primeira ideia mirabolante que passa pela cabeça de qualquer um numa hora dessas é: praia! Agora, se a faculdade não permitiu, ou se o ENEM te deixou de castigo durante todo o fim de semana, nós temos a solução! Embarca aí que vou te mostrar as praias e as tradições praieiras da Austrália, Pra Começar com o pé direito essa nossa segunda semana de viagem pela terra down under.

giphy

Como a Amanda Campelo disse, a Austrália é um país-ilha (além de ter um verão à lá Pará!), logo, não é nenhuma surpresa o fato de suas praias serem mundialmente conhecidas! Uma tradição bem legal por lá, que acontece em Janeiro, no auge do verão, durante as comemorações do Australia Day (o ‘Dia da Austrália’, que comemora o dia do ‘descobrimento’ do país), é o Havaianas Thong Challenge.

A tal ‘competição’ nada mais é que uma grande brincadeira pra reunir muita gente em quatro das infinitas praias do país: a galera vai pra praia, havaianas gigantes-e-infláveis em mãos, se joga mar a dentro, e pronto-cabô. Simples assim. Dai através de alguma tecnologia altissimamente qualificada, a organização do evento consegue contar quantas Havaianas flutuantes existem em cada praia e anunciam a vencedora – o que, no meio de tanta gente e confusão, tu só consegues realmente saber depois de chegar em casa, já todo tostado do Sol.

No vídeo oficial desse ano da pra ver como o clima de felicidade e patriotismo da galera é gigantesco e contagiante, olha só:

As quatro praias envolvidas (Glenelg, Bondi, Torquay, e Cottesloe) não são nem um terço da metade das praias que têm por lá. Além de Bondi, Manly Beach é outra que costuma bombar bastante em Sydney. Só o caminho pra chegar lá (de balsa, com a Opera House e a Harbour Bridge de cenário) já é uma delícia, e não é difícil se deparar com vários surfistas sarados desfilando pelos calçadões da praia.

Manly Beach, Sydney. Foto: arquivo pessoal

Manly Beach, Sydney. Foto: arquivo pessoal

Nem a metropolitana Melbourne escapa: além de Torquay e da Great Ocean Road que passa por praias e mais praias (e que a Mayara já te mostrou por aqui), é lá que fica a Brighton Beach, com suas famosas casinhas coloridas. Lá tem também a St. Kilda, com um calçadão e palmeiras dignos de causar inveja a qualquer último episódio de novela do Manoel Carlos.

Brighton Beach, Melbourne. Foto: arquivo pessoal.

O estado de Queensland é repleto não só das praias de Cairns e algumas outras próximas à Brisbane, mas tem também a Fraser e a Magnetic Island e eu poderia ficar aqui horas e horas discorrendo sobre elas.

Mas chega de costa leste e vamos dar um pulo na costa oeste. Perth, a princesinha dos meus olhos, já te conquista de cara com Cottesloe (como eu mesma já te disse, eles abreviam tudo, então pode chamar de só de Cott). Além dela, que fica à incríveis TRINTA minutinhos do centro da cidade, Perth tem ainda Scarborough (ou Scarb – eu não tô brincando quando digo que eles abreviam TUDO!).

Cottesloe Beach, Perth. Foto: arquivo pessoal.

Cottesloe Beach, Perth. Foto: arquivo pessoal.

Na própria Perth ainda tem a City Beach, a Trigg, e Fremantle (tem mais de cinco letras a gente abrevia carinhosamente chamada de Freo), que é mais conhecida pelo porto do que pela praia. Saindo de Perth, meia hora de balsa e estás em Rottnest Island, e por menos que isso na Penguin Island (os sites são em inglês, mas já vale só pelas fotos!). Se quiseres meter o pé na estrada, mesmo, o que não faltam são opções de praia, tanto ao norte quanto ao sul do estado.

Rottnest Island. Foto: arquivo pessoal.

Rottnest Island. Foto: arquivo pessoal.

Uma iguaria (aka gordice) bem tradicional das praias australianas é o fish ‘n chips: peixe e batata fritos e crocantes, embrulhados num papel, pra te deliciares na beira da praia mesmo. Uma bomba calórica, eu sei, mas quem resiste? Outra coisa bem comum e muitíssimo legal das praias da Austrália, é a presença de churrasqueiras públicas. Isso mesmo! Tu chegas lá, leva teus amigos, tua carne e é só tranquilidade (só não vou falar pra levar os bons drinks porque o consumo de álcool nas ruas e em alguns lugares públicos é proibido na Austrália). Sem querer chocar ninguém ~mas já chocando~ que tal experimentar carne de canguru num desses churrascos?

Eu sei, eu sei: pobrezinhos dos bichinhos! Mas não precisa ficar com muita pena, não. Lembra que a Aus é um lugar legal que só, né? Então, a caça dos mascotes do país é toda regularizada e os bichinhos não são criados em cativeiro, o que significa que eles se alimentam e vivem de acordo com o seu habitat natural (Mais informações aqui e aqui). Uma vez me disseram que a carne de canguru seria, inclusive, uma das carnes vermelhas mais saudáveis, por essas características de abate, mas também por ser uma carne com pouca gordura.

Agora que já conheceste as praias e as tradições praieiras da Austrália, continua ligado que ainda tem muita coisa legal nessa nossa segunda e ultima semana de Austrália!

bye

Anúncios

4 pensamentos sobre “Sou praieiro, ~tô n’O Bagageiro

  1. Pingback: Fofura + morbidez = Dumb ways to die | O Bagageiro

  2. Pingback: Pra ouvir na Oceania, ou em casa mesmo | O Bagageiro

  3. Pingback: As melhores sensações do mundo | O Bagageiro

  4. Pingback: Quem será a próxima vítima agora? | O Bagageiro

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s