Arrumando a bagagem (mais uma vez)

Chega aquele momento na vida em que você fica buscando novos ares, outros lugares, outros rostos. Não é falta de gosto por onde mora, mas seres humanos são seres sociais, e vamos combinar, ninguém merece viver trancado na mesma realidade pra sempre. Reconhecendo o fato de que  a cultura está sempre se transformando e intercâmbio cultural é o que há, é que nós, humildes estudantes do sexto semestre de jornalismo, decidimos criar O Bagageiro. Para você que até queria dar a volta ao mundo em 80 dias mas não tem uma cabine policial inglesa dos anos 1960 pra viajar por outras dimensões, a gente traz um pouquinho do que rola na cultura de vários países.

561500_285732148204585_1855821995_n

Since 1994. Um mini indivíduo pós-moderno dançando carimbó em um apartamento em Santana, São Paulo

Pessoalmente, a bagagem de viagem foi uma amiga de infância. Nasci na “terra da garoa” e morei em sete cidades diferentes, até me estabelecer em Belém, terra da minha família que eu acabei adotando como minha. Mas não pensa que eu vejo isso de forma negativa, de jeito nenhum, foi um privilégio. E a ideia é que a contagem aumente, por isso estou sempre de olho nas oportunidades de intercâmbio que surgem por aí. Enquanto isso não acontece, a viagem tem que ser virtual mesmo, nos livros, filmes, música, cultura pop em geral. Conheci um pouco da Inglaterra em Hogwarts, já dei uma volta em Nova York com Ross e Rachel, e aprendi sobre comida coreana com dramas e K-pop. É, não é a viagem ideal, mas as manifestações culturais são o portão de entrada pra muita gente que quer conhecer um pouco mais sobre esses países que (tenha fé) um dia vamos visitar. E a internet é o cartão magnético que abre esse portão.

Falar sobre diversos temas relacionados à cultura de um país vai ser uma viagem compartilhada entre os leitores do blog e nós que escrevemos. Um banquete de informações legais sobre música, moda, literatura, filmes e mais um monte de papos que a gente vai mostrar por aqui. Um lugar em que se fala de cultura é sempre um espaço pra conhecer coisas novas, trocar experiências e lutar contra a intolerância. Para mim com uma vantagem extra: quem sabe eu não descubro mais um ponto no mapa pra chamar de casa?

Anúncios

Qual tua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s